Villa-Lobos: de pai para filho

Lurian José Reis da Silva Lima

Resumo


Neste artigo, procura-se mostrar o relevante papel de Raul Villa-Lobos na formação e inserção de seu filho, Heitor Villa-Lobos, no mundo da música erudita. Argumenta-se que, num momento histórico em que ser reconhecido como músico-artista demandava um grau elevado de comprometimento com uma cultura de elite, o exemplo de superação e os ensinamentos de Raul – indivíduo de origem pobre que logrou fazer-se professor, intelectual e músico – foram fundamentais para o desenvolvimento da trajetória de Heitor e para o seu processo de construção de identidade. As informações e reflexões aqui presentes são resultados parciais de uma pesquisa de mestrado, baseada em fontes primárias e bibliográficas, realizada entre os anos de 2015 e 2017.


Palavras-chave


Raul Villa-Lobos. Heitor Villa-Lobos. Trajetória de vida.

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, Giorgio. O que é contemporâneo e outros ensaios. Chapecó: Argos, 2009.

ARCANJO JR., Loque. Os sons de uma nação imaginada: as identidades musicais de Heitor Villa-Lobos. 2013. Tese (Doutorado em História). Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Belo Horizonte, 2013.

AZEVEDO, Luiz Heitor Corrêa de. 150 anos de música no Brasil. Rio de Janeiro: José Olympio, 1956.

BLACKING, John. How Musical is Man? Londres: University of Washington Press, 1975.

BOURDIEU, Pierre. A distinção: crítica social do julgamento. São Paulo: Edusp; Porto Alegre, RS: Zouk, 2007.

ELIAS, Norbert. A sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1994.

GUÉRIOS, Paulo Renato. Heitor Villa-Lobos: o caminho sinuoso da predestinação. Curitiba: Edição do autor, 2009.

GUIMARÃES, Luiz. Villa-Lobos visto da plateia e da intimidade. Rio de Janeiro: [s.n.], 1972.

LIMA, Lurian José Reis da Silva. Suíte Popular Brasileira na trajetória de Villa Lobos: “arte”, “povo,” e uma suíte “à brasileira”. Dissertação (Mestrado em Música). Universidade Federal do Paraná, Setor de Artes, Comunicação e Design, Programa de Pós-graduação em Música, 2017a.

______. Villa-Lobos e a música popular: uma suite “à brasileira”. Revista Vórtex, Curitiba, v. 5, n. 1, p. 1-22, 2017b.

MACHADO, Cacá. O enigma do homem célebre: ambição e vocação de Ernesto Nazareth. São Paulo: Instituto Moreira Sales, 2007.

MAGALDI, Cristina. Cosmopolitismo e world music no Rio de Janeiro na passagem para o século XX. Música Popular em Revista, Campinas, ano 1, v. 2, p. 42-85, jan.-jun. 2013.

MARIZ, Vasco. Heitor Villa-Lobos: compositor brasileiro. Rio de Janeiro: Zahar, 1983.

MAUL, Carlos. Catullo: sua vida, sua obra, seu romance. Rio de Janeiro: [s.n.], 1971.

MERRIAM, Alan P. The Anthropology of Music. Evanston: Northwestern University Press, 1980.

MICELI, Sérgio. Intelectuais à brasileira. São Paulo: Companhia das letras, 2001.

NEEDELL, Jeffrey. D. Belle époque tropical: sociedade e cultura de elite no Rio de Janeiro na virada do século. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

PAVÃO, Eduardo. O Asylo de Meninos Desvalidos (1875-1894): uma instituição disciplinar de assistência à infância desamparada na Corte Imperial. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA: CONHECIMENTO HISTÓRICO E DIÁLOGO SOCIAL, 27, 2013, Natal. Anais... Disponível em: . Acesso em: 10 de maio de 2016.

PEREIRA, Avelino Romero. Música sociedade e política: Alberto Nepomuceno e a República Musical. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2007.

PINTO, Alexandre Gonçalves. O choro: reminiscências dos chorões antigos. Rio de Janeiro: MEC/ Funarte, 1978.

RANGEL, Rosangela Faria. Assistência no Rio de Janeiro: elite, filantropia e poder na Primeira República. Tese (Doutorado em Serviço Social). PUC-Rio, Departamento de Serviço Social, Centro de Ciências Sociais, Programa de Pós Graduação em Serviço Social, Rio de Janeiro, 2013.

REVISTA BRASILEIRA. Academia Brasileira de Letras. Disponível em . Acesso em: 16 maio 2016.

SOUZA, Jessé. A ralé brasileira: quem é e como vive. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009.

TABORDA, Marcia. Violão e identidade nacional. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

VERMES, Mónica. Por uma renovação do ambiente musical brasileiro: o relatório de Leopoldo Miguez e os conservatórios europeus. Revista Eletrônica de Musicologia, Curitiba, v, 8, dez. 2004.

VIANNA, Hermano. O mistério do samba. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, Editora UFRJ, 2014.

VILLA-LOBOS, Heitor. Autobiografia. In: Presença de Villa-Lobos. v. 4. Rio de Janeiro: Ministério de Educação e Cultura. Museu Villa-Lobos, 1969 [1957]. p. 98-99.

Jornais

BRANDÃO, Alberto. Collegio Alberto Brandão. Gazeta de Notícias, Rio de Janeiro, 1 jun. 1880, p. 3.

DIÁRIO DE NOTÍCIAS. Rio de Janeiro, 2 set. 1894, Club Gavea, p. 1.

GAZETA DE NOTÍCIAS. Rio de Janeiro, 7 jul. 1881, p. 1.

______. Rio de Janeiro, 27 dez. 1882, Instrução pública, Collegio Alberto Brandão, p. 2.

______. Rio de Janeiro, 2 jan. 1883, Collegio Alberto Brandão, p. 4.

______. Rio de Janeiro, 6 jun. 1888, Lyceu Americano, p. 5.

______. Rio de Janeiro, 20 out. 1892, Despachos Oficiaes, p. 1.

______. Rio de Janeiro, 14 maio 1896a, p. 2.

______. Rio de Janeiro, 26 nov. 1896b, Machado de Assis, p. 1.

JORNAL DO COMMERCIO. Rio de Janeiro, 5 jul. 1895, Theatros E..., Club Symphonico, p. 2.

O PAIZ. Rio de Janeiro, 27 dez. 1890, Diversões, Sociedades e Clubs, p. 2.

______. Rio de Janeiro, 24 jun.1894, Club Symphonico, p. 5.

______. Rio de Janeiro,10 fev. 1895, Artes e Artistas, Club Symphonico, p. 5.

______. Rio de Janeiro, 22 jan. 1899, Obras didacticas do professor R. Villa-Lobos, p. 6.




DOI: http://dx.doi.org/10.20504/opus2017b2305

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 OPUS - Revista Eletrônica da ANPPOM

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 
OPUS - Revista Eletrônica da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Música (ANPPOM)
ISSN 0103-7412 (versão impressa, 1989-2008), ISSN 1517-7017 (versão online, 2009- )