Análise Schenkeriana e Performance

Guilherme Antônio Sauerbronn de Barros, Cristina M. P. Capparelli Gerling

Resumo


Após rever um projeto esboçado por Heinrich Schenker, Die Kunst des Vortrags, no
qual são discutidas estratégias interpretativas designadas por “dissimulação” e “emolduração”, ambas com referência aos níveis hierárquicos da estrutura musical, oferecemos uma análise que abrange não apenas um ponto de vista composicional, mas procura resgatar o efeito instrumental. Esta abordagem analítica do primeiro movimento da sonata K. 533-494 de W. A. Mozart visa demonstrar que análise e interpretação são, para Schenker, manifestações afins e complementares de uma concepção musical orgânica.


Palavras-chave


Heinrich Schenker; performance musical; análise musical; Wolfgang Amadeus Mozart.

Texto completo:

PDF

Referências


CHRISTENSEN, Thomas; BAKER, Nancy. Aesthetics and the Art of Musical Composition in the German Enlightenment: Selected Writings of Johann Georg Sulzer and Heinrich Christoph Koch. Cambridge: Cambridge University Press, 2006, p. 100).

COGAN, Robert; ESCOT, Pozzi. Sonic Design: The Nature of Sound and Music. Englewood Cliffs, N.J.: Prentice- Hall, 1976.

ROSEN, Charles. The Classical Style. New York: W. W. Norton, 1971.

______. Poetas românticos, críticos e outros loucos. São Paulo: Ateliê Editorial / Editora da Unicamp, 2004.

SCHENKER, Heinrich. The Art of Performance. Heribert Esser (ed). New York: Oxford University Press, 2000. Tradução de Irene Schreier Scott.

______. The Masterwork in Music, v. 2, New York: Cambridge University Press, 1996.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



 
OPUS - Revista Eletrônica da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Música (ANPPOM)
ISSN 0103-7412 (versão impressa, 1989-2008), ISSN 1517-7017 (versão online, 2009- )