Des pas sur la neige: aspectos técnico-composicionais do prelúdio de Claude Debussy

Sergio Molina

Resumo


Este trabalho analisa técnicas de composição empregadas no Prelúdio n. 6/I, Des pas sur la neige, de Claude Debussy. Discute um estabelecimento da forma a partir de processos de variação decorrentes das inter-relações entre as texturas em camadas e estratificadas, tomando o ostinato característico da peça como ponto de referência. Nesse contexto, são identificados eixos de simetria reguladores das sobreposições de centricidades. Na conclusão é ressaltada a narratividade do discurso pós-tonal de Debussy – expressa na variedade das diferentes abordagens do ostinato, utilizando-o como material familiar e ponto de intersecção entre diferentes conjuntos e centricidades. 


Palavras-chave


Claude Debussy; <i.Prelúdios</i>, para piano; Música pós-tonal; Eixos de simetria.

Texto completo:

PDF

Referências


KOSTKA, Stefan M. Materials and Techniques of Twentieth-Century Music. 3 ed. Upper Saddle River: Prentice-Hall, 2006.

LENDVAI, Ernö. Bela Bartók: An Analysis of His Music. London: Kahn & Averill, 1971.

SCHOENBERG, Arnold. Fundamentos da composição musical. São Paulo: EDUSP, 1991.

STRAUS, Joseph. Introduction to Post Tonal Theory. 3 ed. Upper Saddle River: Prentice- Hall, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



 
OPUS - Revista Eletrônica da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Música (ANPPOM)
ISSN 0103-7412 (versão impressa, 1989-2008), ISSN 1517-7017 (versão online, 2009- )